Blog
Faculdades BWS

Anda meio devagar?

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Compartilhe
Compartilhar no linkedin
Compartilhe
Compartilhar no email
Email

Revista Saúde

Fique de olho na suprarrenal, a glândula que é o eixo do nosso comportamento

 

Cansaço, desânimo, insônia, falta de interesse pelo trabalho. Os sintomas descritos podem facilmente se encaixar num diagnóstico de depressão, mas não são exclusivos desse distúrbio. Para dificultar a vida de médicos e pacientes, também fazem parte de um quadro cada vez mais comum nos consultórios, identificado como fadiga adrenal.

Sua ocorrência se dá quando as glândulas suprarrenais (ou adrenais), localizadas bem acima dos rins, não funcionam como deveriam. Embora pouco conhecidas, essas glândulas são as principais responsáveis pela produção de cortisol, adrenalina e alguns hormônios masculinos. Com tanto ‘’produto’’ importante sob seu guarda-chuva, qualquer irregularidade, para mais ou para menos, pode trazer problemas.

‘’Dizemos que a suprarrenal é responsável pelo ‘eixo comportmental’ do nosso corpo, pela estimulação do sistema nervoso. Ela define se vamos estar dispostos, animados ou com fraqueza e desânimo’’, resume Vânia Assay, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Segundo a médica, 5% dos pacientes que atendeu neste ano apresentavam a disfunção. ‘’Há cerca de cinco ou seis anos, esse índice era cerca de 1%. ’’

Ainda não reconhecida como doença, a fadiga adrenal é definida como um aspecto da síndrome da fadiga crônica (SFC), essa, sim, já descrita na medicina. A SFC é caracterizada por cansaço prolongado (mais de seis meses) e debilitante, acompanhado por sintomas como dores de cabeça, repetidas inflamações na garganta, dores musculares e nas articulações e perturbações cognitivas, como lapsos de memória e dificuldade de concentração.

Os sintomas da adrenal são semelhantes aos de outras doenças, o que torna o diagnóstico difícil. Cansaço, principalmente de manhã e no fim do dia, insônia ou disposição excessiva após as 23h, grande desgaste físico e emocional diante de situações difíceis, ausência de ânimo para atividades físicas, fibromialgia (baixa resistência à dor), inchaço nas pernas e tornozelos (em mulheres) e quedas de pressão são os mais comuns.

‘’O complicado é que todos podem estar também relacionados a outras doenças, como hipotireoidismo, anemia e, principalmente, depressão. Por isso, muitos médicos ainda nem consideram a fadiga adrenal diante desse quadro de sintomas’’, diz o endocrinologista Wilmar Jorge Accursio, presidente da Sociedade Brasileira Antienvelhecimento. Ele atendeu recentemente uma paciente com fadiga adrenal que estava sendo tratada unicamente com antidepressivos.

A identificação do problema pode ser feita com exames clínicos, como a medicação dos níveis de cortisol pela urina ou pela saliva e dosagem das vitaminas C, E, betacaroteno, licopeno e coenzima Q-10. A partir daí, define-se o tratamento, que, em geral, é feito com reposição de vitaminas, minerais (principalmente selênio, manganês, zinco, manganês, zinco, magnésio e cromo) e aminoácidos. ‘’E preciso rever também a alimentação e inserir exercícios físicos na rotina, para estimular a suprarrenal a voltar a funcionar normalmente’’, diz Vânia.

Em alguns casos, segundo ela, pode ser necessária a reposição hormonal e, como último recurso, uma baixa dosagem de corticoide (medicamento sintético semelhante ao cortisol). Nesse caso, a administração de cortisona não provoca aumento de peso ou inchaço, como ocorre normalmente, porque deve apenas regular o nível de cortisol na suprarrenal. A melhora física começa a acontecer na terceira semana de tratamento, mas, em casos mais graves, o tratamento pode demorar meses para surtir efeito.

 

Tags

Últimas
NOTÍCIAS

Sugestão de leitura para esta categoria de notícias:

Dúvidas e mais
INFORMAÇÕES

Entre em contato conosco através dos números abaixo ou do formulário ao lado.

    Nosso site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com isto. Conheça nossa Política de Privacidade.