Blog
Faculdades BWS

Tricologia cosmética masculina

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Compartilhe
Compartilhar no linkedin
Compartilhe
Compartilhar no email
Email

Cosméticos são substâncias largamente difundidas de uso tópico para lavar, perfumar ou melhorar a aparência, atuando essencialmente sobre a pele, o maior órgão do corpo humano.

A definição harmônica adotada pelo Mercosul, por meio da Resolução n° 7 de 2005, é essencialmente a mesma definição de cosmético adotada pela União Europeia (UE): produtos para higiene pessoal, cosméticos, perfumes e as substâncias ou preparados formados por substâncias naturais e sintéticas, e suas misturas, para uso externo em diversas partes exteriores do corpo humano, pele, sistema capilar, unhas, lábios e órgãos genitais externos, dentes e as membranas mucosas da cavidade bucal, com o exclusivo ou principal objetivo de limpar, perfumar, alterar a aparência e/ou corrigir odores corporais e/ou protegê-los e mantê-los em boas condições.

A tendência do setor de cosméticos é desenvolver fórmulas capazes de interagir cada vez mais com a estrutura da pele, promovendo mudanças fisiológicas, tratando um ou mais componentes da pele e corrigindo as desordens cutâneas. Já está comprovado que produtos de ação tópica – até mesmo a água – afetam a estrutura e a função da pele. O uso destes produtos pode levar a um processo de penetração, ou até absorção, decorrentes da interação do tecido cutâneo com os produtos químicos.

Os cosméticos atuais possuem fórmulas mais elaboradas, e no seu desenvolvimento e produção estão sendo utilizadas tecnologias cada vez mais avançadas. A grande procura por tratamentos personalizados e eficazes forçou as empresas a inovarem suas tecnologias, para oferecer ao público uma ampla variedade de fórmulas compatíveis com as necessidades dos diferentes tipos de pele e cabelos.

No mercado cosmético, há uma grande diversidade de produtos que são direcionados tanto para os tratamentos como para o embelezamento dos cabelos.

Os cabelos indiscutivelmente exercem um papel fundamental na composição da aparência do indivíduo, e, apesar de não possuírem função vital, são de extrema importância pelo lado social e psicológico. Eles são objetos de transformação rápida e com resultados positivos para quem anseia tais mudanças ou simplesmente a manutenção da aparência desejada. O cabelo pode transmitir a individualidade de cada um, expressar comportamentos, modificar a aparência do rosto, provocar mudanças no humor e caracterizar exigências religiosas e culturais.

Dúvidas sobre a ação dos cosméticos capilares sobre a saúde do corpo e dos cabelos são cada vez mais abordadas nas consultas dermatológicas.

Somando-se a isso o já tradicional uso de agentes que modificam a cor natural do cabelo ou escondem os indesejáveis fios brancos, temos uma associação que pode realmente ser perigosa para a saúde dos fios.

A cada dia, aumentam as consultas médicas para esclarecimento de quais técnicas e produtos químicos são mais indicados para permitir que os cabelos passem pelas alterações desejadas e, ao mesmo tempo, mantenham-se saudáveis e belos.

No caso específico dos homens depois da calvície, a canície (surgimento dos fios brancos) é uma das queixas mais recorrentes.

Classificada como doença, a alopecia androgenética tem que ser tratada com medicamentos, mas estes podem ser complementados pelos tratamentos cosméticos, como o uso de shampoos adequados, loções ou máscaras de tratamento, que, se não conseguem fazer nascer cabelos, ao menos deixam-nos com um aspecto mais bonito e saudável. Continua sendo uma tarefa muito árdua a de fazer com que os cabelos tingidos dos homens pareçam naturais. Os agentes são classifi cados quanto à durabilidade da cor: gradual, temporária, semipermanente e permanente.

Quando falamos do gênero masculino, não temos a mesma intensidade nos alisamentos como vemos no feminino. Poucos homens optam por alisar os cabelos, mas há alguns que assim querem.

Os alisantes são produtos registrados como cosméticos de grau de risco 2 junto à Anvisa, ou seja, necessitam de registro para a comercialização. Entretanto, com a intenção de ampliar a capacidade alisante, a adição de formol ou mesmo glutaraldeído nesses produtos é uma prática clandestina e atualmente proibida.

Uma última novidade são os produtos que possuem queratina em pó e que aderem às hastes finas dos fios chamados velus e os transformam temporariamente em fios mais grossos, semelhantes aos terminais. Devem ser usados por pequenos períodos e não podem se expor à água, pois há risco de escorrer pelo corpo!

Acredito que muito há por vir nesta área ainda pouco explorada: a dos cosméticos especiais para homens.

Tags

Últimas
NOTÍCIAS

Sugestão de leitura para esta categoria de notícias:

Dúvidas e mais
INFORMAÇÕES

Entre em contato conosco através dos números abaixo ou do formulário ao lado.

    Nosso site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com isto. Conheça nossa Política de Privacidade.