Blog
Faculdades BWS

Quais alimentos previnem o envelhecimento precoce?

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Compartilhe
Compartilhar no linkedin
Compartilhe
Compartilhar no email
Email

Revista UM Sport – Janeiro de 2007

Recheie sua dieta com vitaminas B, C, D e E, além de minerais

 

Envelhecer bem e de forma mais lenta é não apenas uma necessidade mas uma possibilidade nos dias de hoje. A alimentação adequada é um dos fatores essenciais para isso. Nos últimos 50 anos nossos hábitos alimentares sofreram as maiores transformações de toda a história. Passamos a entrar em contato por via oral e pela via inalatória com substâncias sintéticas e tóxicas que antes não existiam. Para envelhecermos bem precisamos de uma dieta equilibrada em todos os itens, mas falaremos sobre as principais fontes de nutrientes que ofertam matéria prima para nosso sistema antioxidante natural. Ele depende de minerais, das vitaminas C, D, E e do complexo B. As fontes de vitamina C são vegetais folhosos, legumes e frutas, principalmente as cítricas. Encontramos a vitamina E na gema de ovo, óleos vegetais, azeites e grãos. O complexo B reúne muitas vitaminas (B2, B3, B6 e B12), encontradas em alimentos de origem animal como ovo, fígado, germe de trigo, feijão, cereais integrais e lácteos. A vitamina D, também um antioxidante, que somente era utilizada nas crianças ou em patologias específicas passou a ser também objeto de preocupação nos adultos, pois sabemos que níveis inadequados são encontrados também em adultos saudáveis e que a exposição ao sol, fator essencial para a produção de formas mais potentes de vitamina D, também não está sendo suficiente, principalmente nas grandes cidades. Existe um número bastante reduzido de alimentos que constituem fontes naturais de vitamina D e ela é essencial para o adequado metabolismo ósseo e do cálcio em nosso organismo. Pode ser encontrada nos peixes gordos, como salmão e atum, fígado e gema de ovo. Todas estas vitaminas podem ser dosadas e a suplementação complementar à dieta deve ser feita de forma individualizada e quando necessário. A qualidade da nossa alimentação tem nos causado problemas funcionais porque diversas vezes temos que lidar com excessos de substâncias estranhas, ao mesmo tempo em que sofremos de carência de nutrientes essenciais para executar nossas funções de defesa. Nesse grupo estão os minerais, essenciais para o bom desempenho de nossas enzimas. Os principais são magnésio, zinco, cobre, cromo, selênio, manganês, boro e molibdênio, encontrados em frutos do mar, peixes, fígado, carnes, grãos, germe e farelo de trigo além de legumes e verduras. Fica fácil perceber que muitas vezes a tentativa de adequação dos nutrientes via alimentação poderá entrar em conflito com outros problemas que as pessoas podem ter, como obesidade, excesso de colesterol, triglicérides e ácido úrico, hipertensão arterial, doenças renais etc. Portanto, é essencial darmos preferência a esses nutrientes descritos – mas muitas vezes será necessária a suplementação de vários deles, após avaliação clínica e laboratorial e, repito, de forma individualizada.

 

Wilmar Accursio é endocrinologista e Presidente da Sociedade Brasileira de Antienvelhecimento.

Tags

Últimas
NOTÍCIAS

Sugestão de leitura para esta categoria de notícias:

Dúvidas e mais
INFORMAÇÕES

Entre em contato conosco através dos números abaixo ou do formulário ao lado.

    Nosso site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com isto. Conheça nossa Política de Privacidade.