Blog
Faculdades BWS

Viva mais

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Compartilhe
Compartilhar no linkedin
Compartilhe
Compartilhar no email
Email

Revista Coop – Novembro de 2010

Envelhecer não é apenas uma questão cronológica. Para garantir longevidade com qualidade de vida a receita é uma só: cuidar-se desde cedo.

O avançar da idade é um processo natural e acontece com todo mundo, mas envelhecer bem e saudável, na grande maioria dos casos, é uma questão de escolha. É que o estilo de vida representa 75% da receita da longevidade e o restante fica a cargo da genética. Quem decidir se cuidar desde cedo, tiver bons genes e morar numa região sem muita poluição e estresse tem grandes chances de alcançar os 100 anos de idade. Se você acha que tais critérios não são tão fáceis de ser alcançados, saiba que preliminares do Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dão conta de que mais de 24 mil brasileiros já ultrapassaram a marca de um século de vida. Engrossar essa estatística requer a adoção de um estilo de vida saudável de ordem física, mental e espiritual o mais cedo que se puder.

Afinal o que é envelhecer bem? ‘’É morrer jovem só que o mais tarde possível’’, responde o endocrinologista e nutrólogo Wilmar Jorge Accursio, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Envelhecimento. Na prática, significa manter-se ativo e eficiente o maior número de anos possíveis. É chegar à terceira idade com as funções fisiológicas em bom estado, realizando as tarefas do cotidiano com independência e autonomia. Hoje em dia não é raro encontrar idosos cheios de vida e com disposição até para voltar a estudar.

É o caso, por exemplo, de Mário de Castro Cortesão Zuzarte, de 75 anos. Formado em engenharia em 1972, o morador de São Bernado voltou aos bancos escolares no ano passado, quando foi um dos aprovados no vestibular na FUVEST. Cursando hoje o quarto semestre de Licenciatura em Ciências da Natureza, na Universidade de São Paulo (USP), Mário Zuzarte é só alegria. Acorda de madrugada, pega dois ônibus e trem para chegar à universidade. ‘’Meu objetivo é um só, aprender cada vez mais’’, garante o ex-metalúrgico, que se aposentou em 2000 após 25 anos de trabalho.

Tags

Últimas
NOTÍCIAS

Sugestão de leitura para esta categoria de notícias:

Dúvidas e mais
INFORMAÇÕES

Entre em contato conosco através dos números abaixo ou do formulário ao lado.

    Nosso site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com isto. Conheça nossa Política de Privacidade.